segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Quem tem boca vai à Igreja

Acordei decidida a ir à Igreja como faço todos os domingos..no Brasil. Eu tinha o endereço e achei que não seria dificil encontrar. 15th avenida SW. Sai perguntando aos vizinhos e fui descobrindo onde era a décima quinta avenida..Mas qdo cheguei ao numero 1110 que era o que eu tinha, nao era a Igreja, era um predio de uma institucao crista de ajuda humanitaria ou algo assim.. Foi entao que olhei pra placa da rua e me dei conta que eu estava na 15th SE. Achei que a indicacao SW e SE se tratasse apenas da indicacao da regiao da cidade..mas eram dua avenidas diferentes.

Como um vizinho me falou que havia uma Igreja Mormon passando o tunel eu resolvi tentar ir ateh lah..me falaram que o tunel nao estava muito longe.

Eu nunca havia passado a pe por um tunel, pode ser tolice minha, mas sempre achei isso meio morbido. Mas fui. Um barulho forte e muito escuro, pra ajudar vinha um cara na minha direcao que era do tamanho da calcada..eu tremi, parecia filme (tudo pra mim parece aqui). Ele passou com a cara fechada, mas tranquilo..Quando estava no final do tunel pensei: `ainda bem que estou de oculos escuros, isso me faz sentir mais protegida` foi entao que tive a feliz ideia de levantar os oculos e me dei conta que o tunel nao era tao escuro assim..coisas de Joana.

Sai do tunel e nada de Igreja. Entrei em uma loja de conveniencias e a atendente que era latina tentou me ajuda, olhamos o mapa, ela me empretou o telefone, nao funcionou, procuramos outro numero na lista..nao funcionou. Um carinha que estava nos ajudando a nos localizar no mapa me ofereceu carona, mas fiquei em duvida..A moca me disse em espanhol que ele era boa gente..continuei em duvida, ele se ofendeu e nao ofereceu mais.

Sai dali com alguma nocao de onde tinha que ir..mas jah choramingando..Eu sabia que podia achar, mas jah tinha andado mais de uma hora e estava me dando conta do tamanho da cidade..sei la me deu saudades de casa, da mae, de como eh facil ir as lugares no Brasil. Aqui nem cogito pegar um onibus, porque eh um na vida outro na morte e eu nem sabia pra onde extamente tinha que ir..Peguei uma rua instintivamente, andei alguns metros e resolvi dar meia volta..nessa meia volta dei uma topada, mas nem liguei, sou desastrada mesmo..Alguns passos, olhei pro meu p'e e ele estava banhado de sangue..entrei em desespero, mas, mais uma vez, como em filme olhei para o lado e vi uma farmacia.

Bati no vidrinho do drive thru e disse: `Help! I cut my foot!`As atendentes me disseram que eu tinha q ue lavar o pé e me deram um band aid, nem cobraram. Entrei em um mercado, lavei o pé, fiz um curativo e sai de lah decidida a encontrar a Igreja.

Andei mais alguns minutos sem rumo e entrei em um Dany`s, um fast food, onde havia varias pessoas tomando aqueles breakfest com ovos, presuntos gordurosos e paes gigantes. Um homem comecou a me explicar onde era, como eu nao estava entendendo mto bem ele foi ateh o carro pegar um mapa, largou sua comida ali, pediu que as atendentes que pareciam conhece-lo cuidassem da comida. Ele me mostrou o mapa, como nao entendi muito, ele se ofereceu pra me levar..Eu pensei: To longe de casa,com o pé cortado e as atendentes me viram com ele..qqer coisa, pelo menos vai ter testemunhas.. Fui..ele me levou à Igreja, eu soh acreditei quando vi a placa com o nome, por que aqui as Igrejas de diferentes religioes tem os predios muito parecidos. Quando chegamos ateh chorei de tao nervosa que tava. Ele me perguntou se podiamos ser amigos e me deu um cartao para eu ligar pra ele ainda naquela noite..nem sei onde enfiei o cartao dele, nem quero saber , o fato 'é que chegeui la' agradeci e entrei na igreja com um casal de Utah que tambem estava ali de visitantes.

Respirei aliviada e me senti em casa..encontrei brasileiros, consegui entender bastante do ingles durante as reunioes. E pra completar no final teve um almoco, que parace que na ala que eu fui eles fazem uma vez por mes. Lembrei dos meus colegas de casa, que assim como estavam na dieta de Burger King de um dolar e miojo..tirei a barriga da miseria e agradeci a Deus.

Em menos de uma semana jah peguei carona com estranho..e nesse dia falei mais ingles do que em qqer outro..nada como se perder sozinha e abrir a boca..Quem tem boca chega na America` e vai `a Igreja onde quiser..e eu ainda dizia: I`m so sorry, I don`t speak English very well` e eles diziam: `Oh no!Your English is very good!`

4 comentários:

Gambit disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
F³ (Freddy) disse...

Legal garota...
Deve ter sido uma aventura e tanto! Massa;
Beijo pra vc... e se cuida!

Nederson disse...

Isso aí Joana, nem sabia q vc tinha um blog,aliás nem sabia q vc estava fora do país vou acompanhar sempre q vc atualizar, Nada como ter q se virar!
English isn't that hard yo! you know, you just must open your mounth and speak it up!Se divirta por aí!
Grande Abraço!

Raphaela cavalheiro disse...

Jôooooooooo.. mas q loucura!! Deve estar sendo beeem importante pra vc se virar e aprender tanto.. olha.. fiquei com os olhos cheios de lágrimas qndo vc encontrou a Igreja.. me senti angustiada como vc.. nossa... Tudo de bom aí..

Saudades.. tem um chamado bem bom pra vc qndo chegar.. hahahaha

Haaa... O Junior, o Andrei, a Bruna, minha irmã Fernanda e o Samir passaram o no vestibular!!! =)

Bjinhos