sábado, 8 de dezembro de 2007

Um dia de 27 horas

Duas horas para chek-in em Guarulhos, era o ultimo dia da baixa temporada para os pobres imgrantes de work.
Voo da American Airlines parecia filme dos anos 80, as comissarias eram mais velhas do que se costuma ver no Brasil, tinham penteados americanos e so uma falava portugues..Legal era ver na televisaosinha um mapa que indicava por onde estavamos passando..ma slogo capotei e quando acordei vi um mar la embaixo, ja tava em Porto Rico! Nunca imaginei..passar por la..E legal quando a gente voa imaginar um monte de lugares, realidades e vidas pelos quais estamos passando..soh passando..

Imaginei que quando chegasse em Miami ia ficar tonta ao ouvir ingles por todo lado, mas o que primeiro ouvi no alto-falante foi espanhol..Os guaradas falavam ingles pra todos que estavam na minha frente e atras de mim na fila, mas pra mim antes mesmo de olhar meus documentos, ja iam largando `portunhol` eitaaaa carinmha de latina..

Aquela tremedera pra passar na Imigracao, uma americana com cara de policial americana e tudo era a cara dos filmes..um policial tomando cafe com rosquinhas, e uns manos rappers mais caracteristicos impossivel, cheios de corrente e batendo forte o telefone..bem do jeito q vemos..mas mais os latinos e negros, funcionarios do aeroporto..Ficamos lah cerca de uma hora esperando o grupo todo chegar, pq nem todo vieram no mesmo voo.
Quando saimos tomamos o ar de miami foi engracado, o povo da van tava bem empolgado..eu me sentia um pouco estranha. A motorista da Van era um ser bizarro..gooooooorda, com unhas vermelhas gigantescas, q chegavam a curvar e os dentes dourados, todos de ouro!
Jah vi varias figuras bizarraz por aqui, mas essa com certeza foi marcante..

Fort Lauderdale. Linda como nas fotos..um dia de sol, mas tava um vento e tinhamos que arranjar casa..entao nada de muitas fotos nem muitos suspiros.

Um carinha da agencia ja tinha visto umas casas, teriamos que pagar 2 meses de aluguel e a minha irma e eu nao tinhamos diheiro pra pagra tudo juntas.. Alem disso o grupo de 27 pessoas teria que se dividir em 3 casas, 2 menores e uma maior..E aqui tem limite do numero de pessoas que pode morar nas casas, 4 nas pequenas e 6 na grande..eh claro que estamos em mais gente..Foi um rolo..a gente sentou em parque, e ficou um tempao discutindo quem ia morar com quem, quem ia pagar mais ou menos..todo mundo cansado da viagem, cheguei a sair coma Laura e mais duas garotas pra ver se achavamos casa por conta propria..mas nao tava facil..A gente la discutindo com o povo e nem teriamos como pagar os alugueis adiantados das duas..por mais barato que fosse..O jeito era ligar pra mae e como eh dificil arranjar um telefone publico auqi..qdo consegui um celular pra ligar a cobrar, a mae atendeu e eu ja abri o berreiro..eu tava cansada e com a minha mae eu nao me seguro, jah eh assim de Floripa, imagine daqui..

Tentei me controlar, mas ela ficou preocupada, fui desesperada como sempre..mas esse dia parecia nao acabar e era melhor assim, pq ainda nao tinhamos casa..

No fim o povo se acertou, e todo mundo se ajudou juntou qto faltava pra pagar os 12 mil dolares adiantados das 3 casas.Jah chegamos aqui com uma divida de 400 dolares..mas pelo menos tinhamos casa.

Lar doce lar! Nossa casa eh uma area tipo Jurere Internacional..mesmo para o padrao amaricano eh chic..um lago atras, ou canal..enfim..o fato eh que passam lanchas e iates pelo nosso quintal (um dia escreverei especialmente sobre a casa, ela merece) Nossa casinha branca com bandeira dos Estados Unidos na frente..eu, particularmente dispenso a bandeira, am so povo da casa fez questao.

Mas a casa estava suja e sem e nao tinhamos moveis. Depois de ter andado um monte e almocado fast food eu estava podre, deitei em cima da mala mesmo e dormi, desmaiei..O pessoal da casa foi tomar banho nas casinhas menores, que ficam a uns 15 minutos da nossa..Qdo acordei em um colchao de ar( que o empregador nos deu e a minha irma encheu e me colocou pra dormir la) Todo mundo jah tinha ido tomar banho e eu sobrei..me falaram que me chamaram e eu disse que nao queria tomar banho..Imagine, meu ultimo banho tinha sido no Brasil..ha nao sie qtas horas, tava dificil calcular com sono..mas eu tava podre.
Levantei e fui andando sozinha, nem sabia q horas eram..Lah estava eu ..primeiro dia na terra do Tio Sam e andando como nunca andei na vida par tomar um banho..Se aparecesse gente na rua eu me assustaria..e apareceu um vizinho o cachorro..quase morri do coracao..literalmente medo da propria sombra
Banho voando, clima de acampamento daqueles la do interior de Santa Catarina mesmo..eeeeh Bem Vindo a America! Welcome, Bienvenidos!!!

E pra ajudar o horario aqui eh 3 horas a menos..o dia teve no minimo 27 horas.Nao sei bem ainda to meio perdida no tempo.

A cidade? Os iates? O mar? Tudo lindo, mas assim como falta tempo pra contar auqi no pc da biblioteca publica, tem faltado tempo pra prestar atencao em tudo isso..
tenho alguns meses pela frente, ma sna segunda comeco a trabalhar.

As saudades sao imensas..nunca adorei tanto falar portugues(mas relaxem, pq to praticando bastante ingles tb tah!), a gente chama a atencao de um jeito engracado, eu gosto de ser estrengeira..pelo menos por enquanto..
Pra traquilizar a mae: a casa jah tem agua, jah compramos cobertores e travesseiros! Nao aguento mais fast food de um dolar, mas hoje vamos comer congeldos, refeicao pronta..tambem de um dolar!

Se alguem teve paciencia pra ler ateh aqui..deu pra ver como eh divertido sofrer longe de casa..Mas espero nao ter mas nenhum um dia de 27 horas..Hoje eh o quarto dia e as coisas estao mais estaveis.

O dia 5 de dezembro de 2007, or 12/5/2007, de 27 horas foi o que mais amei o Brasil na minha vida.




Pro fim nao acabar tao dramatico, nao pensem q to morrendo aqui, hoje a tarde vou pegra um bronze na praia =]

3 comentários:

Ana Leticia disse...

Joo, que máximo tudo o que vc´s estão passando!! Aproveite cada segundo, que será unico. Oportunidade como a sua não são todos que tem. Curta até os momentos de sofrimento, com certeza, estes lhe trarão muitas recompensas!! Sorte, muita sorte e sucesso pra vc e pra Laura. Um super beijo. Letícia(direto de Jundiaí-SP)

Farfalla. disse...

Você conseguiu postar sim, nem precisei!

Não imagina minha felicidade ao ler notícias suas, ainda mais esbanjando percepções e histórias!

Geralmente quando pessoas viajam e mandam notícias, elas curtas e frias... Então realmente adorei! Sei que quando você começar a trabalhar, vai ter menos tempo... Mas não deixe de pousar por aqui, Joaninha.


Amooo você!
Cuide-se por aí e aprenda inglês pra me ensinar tudinho :))))

F³ disse...

suas histórias são sempre hilárias... huahauhauahau
um grande beijo pra vc jojo!